© 2019 by ITKF Proudly made it by MyID

Search
  • revistabudo

Dirigentes de vários países debatem planos de ação e metas para a ITKF


Planejamento Estratégico da ITKF 5 de dezembro de 2019 Por ISABELA LEMOS I Fotos BUDOPRESS Curitiba - PR


Reuniões de planejamento pautaram questões como a gestão empresarial baseada na visão, na missão, valores e metas da ITKF

Nos primeiros três dias dos eventos da International Traditional Karate Federation (ITKF) que se realizam esta semana em Curitiba, o Board of Directors Meeting reuniu dirigentes de diversos países com o objetivo de debater a gestão empresarial e metas para a ITKF, além de estabelecer planos de ação para as demais federações do mundo. As autoridades de diversos países encontraram-se no ginásio da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR).


Vinícius Santana, o Vina, consultor de planejamento estratégico da ITKF, que coordenou a reunião, explicou que o objetivo dos encontros foi construir uma visão futura da instituição alinhada aos princípios do karatê e ao espírito do budô. Para isso, todo o planejamento estratégico foi estruturado de forma que se ouvissem diferentes opiniões, de dirigentes de federações em nível global, dando pluralidade ao debate.

A primeira etapa do encontro abordou o futuro da instituição e a importância de olhar adiante. A discussão baseou-se em design thinking, em que se faz um brainstorm, porém, com a estrutura do swatch, que é analisar as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças em determinado caso. Em seguida, foram expostas ideias, as quais serão compiladas e apresentadas na assembleia geral da entidade. Além disso, discutiu-se a possibilidade de estabelecer uma visão global conectada aos 17 objetivos da ONU, analisando quais deles fazem mais sentido para a ITKF como instituição.


Vina enfatizou que durante os encontros, ainda houve o desdobramento de quatro temas: socioeducação, gerenciamento, política e competições.

“No aspecto socioeducacional, discutiu-se o ensino e a transmissão de conhecimento para diversas gerações, o aspecto das pesquisas científicas, a inclusão social e a capacitação de gestores e dirigentes de federações de cada país”, explicou Santana. Outro ponto abordado foi a questão do gerenciamento, questionando como promover ações que permitam aos gestores das federações adquirir conhecimento na área de gestão de pessoas, crise, custos e tributos. Com isso, as entidades nacionais se tornariam autossuficientes economicamente. “Quanto à política, o assunto foi abordado de forma a integrar diferentes pessoas e culturas para um diálogo aberto que agregue um olhar à expansão da ITKF”, acrescentou.


Por último, Santana trouxe à tona questões como a gestão, plano de marketing, comunicação e competições. O encontro terminou com a seguinte provocação: “Como é possível construir o futuro, mantendo os princípios e ensinamentos dos mestres do karatê tradicional e do budô, ou seja, manter as origens, mas se conectar com a modernidade em termos de tecnologia, com jovens e perfis diferentes que estão surgindo das novas gerações?” A questão será discutida nas próximas reuniões promovidas pela ITKF.


“A discussão do planejamento estratégico é vital para entender o que as pessoas que compõem a instituição pensam a respeito dela e de sua organização, o que esperam e como enxergam o que ela será daqui a alguns anos.”



No último encontro, pediu-se que os grupos compostos por seis a sete pessoas – sendo ao menos três de nacionalidades diferentes – apresentassem uma meta e ação para cada tema discutido. Santana afirmou que, dessa forma, os próprios dirigentes sentem-se parte da construção do planejamento estratégico. É importante que todas as ações que depois serão vinculadas à missão, visão e valores tenham sido construídas a partir dos dirigentes e membros da ITKF, o que gera credibilidade e confiança e, desta forma, consegue-se projetar um futuro melhor para a instituição. Ao final, as informações dos três encontros serão compiladas e entregues em forma de relatório ao presidente e diretores da ITKF, para que eles decidam qual caminho será seguido.


Para Gilberto Gaertner, presidente da ITKF, a discussão do planejamento estratégico é vital para entender o que as pessoas que compõem a instituição pensam a respeito dela e de sua organização, o que esperam e como enxergam o que ela será daqui a alguns anos. O presidente afirmou que estas reuniões visavam a projetar o futuro da ITKF, redefinindo o que ela é e para onde vai.


“Creio que começamos com um processo de revisão da gestão, de forma a olhar para o futuro. Para isso, precisamos enxergar o que já fizemos e os cenários futuros, para assim desenvolvermos a organização em sintonia com o mundo atual e projeções de cenários futuros. Cada uma das áreas pautadas foi discutida exaustivamente e a última etapa foi a consolidação. Foram propostas ações para cada área, então, temos ideias concretas do que fazer a partir destas discussões. Tivemos uma amostragem de várias culturas diferentes e vamos trabalhar em cima desse material para formular uma proposta única da ITKF pautada nesse pensamento gerado pelos filiados", revelou o presidente.






19 views